Data da ultima atualiza�ao
Pulmonar - Pela sua Saúde Respiratória - Leitura 03/08/2012



Notcias

Pneumonia pode Matar!

Escrito por Mauro Gomes
Mestre em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo
Professor Instrutor de Ensino da Disciplina de Pneumologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo


pneumoniamata.jpgA pneumonia é uma doença infecciosa que atinge os pulmões. Pode ser causada por uma grande variedade de bactérias, e suas conseqüências são o preenchimento dos alvéolos com muco ou pus. Isso impede uma adequada troca de gases e que o oxigênio alcance o sangue, fazendo com que o corpo não funcione adequadamente.


A pneumonia é uma doença fatal se não diagnosticada e tratada a tempo. Em todo o planeta, é uma das principais causas de morte, sendo os idosos e as crianças as principais vítimas. Além disso, pessoas com doenças que levam ao comprometimento do sistema imunológico, como o câncer, a AIDS e o diabetes, também estão mais expostas ao risco, assim como os fumantes. No Brasil, interna-se aproximadamente 900 mil casos de pneumonias por ano e essa doença está entre as cinco maiores causas de óbito.

Segundo o pneumologista Mauro Gomes, diretor da comissão de infecções respiratórias da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT) e professor da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, muitas mortes seriam evitadas se os casos fossem diagnosticados precocemente para que os pacientes recebessem o tratamento adequado: “As pneumonias são tratadas com o uso de antibióticos e, quanto mais rápido este for iniciado, menor o risco de complicações”.

Tratamento


Se a pneumonia for de menor gravidade, ela pode ser tratada em casa. O paciente deve permanecer em repouso, ingerir bastante líquido, além de tomar rigorosamente a medicação prescrita. Casos de maior gravidade devem ser tratados em regime de internação hospitalar; em casos extremos, em UTI.

A vacinação contra a gripe reduz a incidência da própria gripe e também os índices de mortalidade por pneumonia. Salvo contra-indicação expressa, ela deveria ser adotada por todos, especialmente crianças, idosos e portadores de doenças respiratórias crônicas. Também existe ainda a vacina contra o pneumococo, a principal bactéria causadora de pneumonia, que deve ser indicada para os pacientes de risco.

Convém lembrar que a proteção oferecida por essas vacinas não é de 100%, pois elas não envolvem nas suas composições todos os vírus e bactérias que potencialmente podem levar a uma infecção respiratória. Por isso, determinadas pessoas, mesmo vacinadas, eventualmente são vítimas de infecção.

Principais sintomas

• Febre
• Falta de ar
• Tosse seca ou com catarro esverdeado, marrom ou com raias de sangue
• Suor intenso
• Calafrios e tremores
• Falta de apetite
• Dor no peito que piora com a respiração
• Aceleração do pulso

Em casos graves, os lábios e unhas podem ficar roxos por falta de oxigênio no sangue e pode haver confusão mental. Em crianças muito pequenas ou nos idosos, a pneumonia pode ocorrer sem a presença dos sinais clássicos, o que muitas vezes dificulta o diagnóstico.
 

Voltar

© 2017 www.sppt.org.br - Este site é mantido pela Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia
O conteúdo publicado neste site possui caráter meramente informativo. as informações aqui publicadas não devem ser usadas para a execução de diagnósticos, procedimentos ou tratamentos sem prévia orientação médica.
Consulte sempre o seu pneumologista.

Itarget