Data da ultima atualizaçao
Pulmonar - Pela sua Saúde Respiratória - Museu da Tuberculose - São José dos Campos e a tuberculose 03/08/2012



Museu da Tuberculose - São José dos Campos e a tuberculose


Douglas Carlyle Belculfiné
Médico Pneumologista e Tisiologista  pela SBPT
Doutor em Saúde Pública pela Faculdade de Saúde Pública da USP




Em finais do século XIX, até as primeiras décadas do século XX, o panorama era bem diferente. O município já tinha experimentado diversos ciclos tais como, o do café, do algodão e da agro-pecuária, apenas com algum sucesso transitório, quando se efetivou o ciclo da tuberculose.

Não se sabe exatamente quando se iniciou a procura deste município para tratamento da tuberculose. Há citação desde o tempo dos índios guaianases, de que havia uma lenda que dizia que seus ares eram tão salutares que “não se morria nunca”. Há referências a comentários de Clemente Ferreira, em 1881, indicando os climas de Campos do Jordão e de São José dos Campos para tratamento da tísica. Estudos feitos por este autor constataram a ocorrência de óbitos prováveis por tuberculose desde 1882, que foram aumentando com o decorrer do tempo.

Relatos dos arquivos da Câmara Municipal do fim do século XIX já citavam a procura do município por doentes, principalmente do Rio de Janeiro, que se alojavam em residências particulares e posteriormente em pensões. Outros relatos desse mesmo período já comentavam que, doentes desprovidos de recursos que aportavam em Pindamonhangaba com destino a Campos do Jordão, eram encaminhados para São José dos Campos. A respeito disso, o escritor Altino Bondesan salientou esta diferença, descrevendo que em Campos do Jordão os doentes eram “fracos dos pulmões”, enquanto que em São José dos Campos eram “tísicos”.

Em 1902, um artigo médico já enaltecia a qualidade do clima da cidade, classificando-o como “suave e reparador”, sugerindo para que a mesma fosse conhecida tal qual a “Nice Paulistana”. Outra teoria leva em consideração a chegada ao município do médico Mário Nunes Galvão, em 1904 para tratamento climático. Ele curou-se e tornou-se um afamado tisiologista, sendo-lhe atribuídas diversas curas, recebendo elogios até de Clemente Ferreira. Também são citadas a intolerância com o clima e a altitude de Campos do Jordão, trocados pelo clima mais ameno e a média altitude de São José dos Campos. Outra consideração diz respeito à proximidade do município com a cidade de São Paulo e a dificuldade no acesso a Campos do Jordão naquela época.

De qualquer maneira, esta procura foi aumentando com o passar do tempo. Eram doentes dos mais diferentes níveis sociais, muitos deles acompanhados de familiares, que radicando-se por lá, contribuíram para a transformar a cidade em um núcleo progressista.

Nessas primeiras décadas de 1900, chegaram ao local alguns médicos para tratamento, curaram-se e passaram fazer parte ativa da cidade, não só no campo médico como também no campo político. Também nesse período as pensões não supriam as necessidades e a população alugava casas e também as compartilhava com doentes. Pacientes abastados de outras regiões compravam chácaras nas redondezas da cidade para tratamento climático, preservando a identidade pessoal.

Hoje o município de São José dos Campos ocupa lugar de destaque no Estado de São Paulo. Compreende uma área geográfica de 1.142 Km2 e tem localização estratégica. Situa-se na região leste do Estado, próxima ao Sul do Estado de Minas Gerais, Estado de Rio de Janeiro, Serra da Mantiqueira e Litoral Norte do Estado. Sua economia fundamenta-se principalmente em serviços, porém existe também parcela importante da indústria e do comércio.

Tem participação de 2,79% no PIB do Estado. Seus índices sócio-econômicos situam-se acima das médias do Estado. Tem baixas taxas de analfabetismo e bons níveis de abastecimento de água e de esgoto sanitário. Participa em 11,95% das exportações do Estado; apresenta IDHM de 0,849; a taxa de mortalidade infantil é de 11,15 por mil nascidos vivos e pertence ao grupo de municípios com nível elevado de riqueza e bons níveis nos indicadores sociais.

Voltar ao Museu da Tuberculose


© 2017 www.sppt.org.br - Este site é mantido pela Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia
O conteúdo publicado neste site possui caráter meramente informativo. as informações aqui publicadas não devem ser usadas para a execução de diagnósticos, procedimentos ou tratamentos sem prévia orientação médica.
Consulte sempre o seu pneumologista.

Itarget